Seu guia de fornecedores para área magistral

Description

Em um estudo publicado na revista JCI Insight , o 6-gingerol, composto bioativo mais abundante da raiz do gengibre, reduziu a produção de autoanticorpos e ajudou a interromper a progressão da doença em modelos de ratos com lúpus e síndrome antifosfolípide.

O gengibre é conhecido por ter efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes e tem sido tradicionalmente usado como suplemento no tratamento de várias doenças crônicas. O Dr. Ramadan Ali, da Universidade de Michigan, e seus colegas examinaram o lúpus, uma doença que ataca o próprio sistema imunológico do corpo, e sua condição frequentemente associada à síndrome antifosfolípide que causa coágulos sanguíneos, já que ambas causam inflamação generalizada e danificam órgãos com o tempo.

Em ratos com síndrome antifosfolípide ou lúpus, o 6-gingerol evitou a liberação de armadilha extracelular de neutrófilos (NET), que é desencadeada pelos autoanticorpos produzidos por essas doenças.

NETs vêm de células brancas do sangue chamadas neutrófilos. Essas estruturas pegajosas semelhantes a teias de aranha são formadas quando os autoanticorpos interagem com os receptores na superfície do neutrófilo e desempenham um papel importante na patogênese do lúpus e da síndrome antifosfolípide, onde desencadeiam a formação de autoanticorpos e contribuem para a coagulação e danos dos vasos sanguíneos.

Os pesquisadores descobriram que depois de dar 6-gingerol, os ratos tinham níveis mais baixos de NETs. Sua tendência de formar coágulos também foi drasticamente reduzida e o 6-gingerol pareceu inibir as enzimas neutrófilas chamadas fosfodiesterases, que por sua vez reduziram a ativação dos neutrófilos.

Embora o estudo tenha sido feito em modelos de camundongos, os pesquisadores acreditam que com os dados pré-clínicos, onde mostra que o 6-gingerol tem propriedades anti-neutrófilos e pode proteger contra a progressão de doenças autoimunes, é possível desenvolver os testes clínicos para averiguar os resultados em humanos.

6-gingerol pode não ser a terapia primária para alguém com síndrome antifosfolípide ativa ou lúpus, mas a equipe está interessada em ver se o suplemento natural pode ajudar aqueles com alto risco de desenvolver doenças.

“Aqueles que têm autoanticorpos, mas não têm doença ativada, podem se beneficiar com este tratamento se o 6-gingerol provar ser um agente protetor em humanos como em camundongos”, disse o Dr. Ali.

.

Biblografia consultada:

Ramadan A. Ali et al. Anti-neutrophil properties of natural gingerols in models of lupus. JCI Insight, 2020.

Disponível em sci-news. Traduzido e adaptado por Magistral Guide

Related Posts

Os ácidos gymnemicos isolados da planta Gymnema sylvestre, nativa da Índia, exibem propriedades ...
Magistral Guide
28 de maio de 2024
O folato, a forma natural de B9, é essencial para a neurogênese, síntese de nucleotídeos e metilação ...
Magistral Guide
23 de maio de 2024
Alguns estudos sugerem que os suplementos multivitamínicos podem aumentar o risco de câncer ...
Magistral Guide
20 de maio de 2024