Seu guia de fornecedores para área magistral

Description

E já que essa semana comemoramos o dia do dentista, separamos um trabalho de revisão publicado na revista brasileira de farmacognosia sobre as principais espécies vegetais indicadas na odontologia. O trabalho apesar de ser de 2007 e desde lá muitos outros conteúdos na área foi publicado, conseguiu reunir 132 espécies de fitoterápicos, distribuídos em 52 famílias botânicas e citados como úteis no tratamento de afecções odontológicas. Dessas espécies, 6 ganharam destaque apresentando maior número de publicações científicas. São eles:

Punica granatum L. – romã

Althaea officinalis L. – malvarisco

Salvia officinalis L. – sálvia

Calendula officinalis L. – calêndula

Malva sylvestris L  – malva

Plantago major L. – tanchagem

Segundo os autores o romã tem apresentado ação bactericida e bacteriostática sobre bactérias Gram-positivas e Gram-negativas constituintes do biofilme dental. Esta ação foi ainda comparada à atividade antibacteriana da clorexidina. A espécie vem sendo empregada também para periodontites, como antioxidante, e em estomatites.

O malvarisco, a sálvia e a tanchagem têm se destacado pela sua ação antimicrobiana contra as bactérias causados de doenças bucais. A calêndula, além de apresentar efeito cicatrizante e anti-inflamatório também se mostra eficaz no controle de crescimento de bactérias periodontopatogênicas em biofilme dental.

A Malva como já esperado, foi uma das plantas mais citadas na pesquisa. Esta espécie é conhecida por suas propriedades anti-inflamatórias e antimicrobianas, e vem sendo testada no controle de crescimento de bactérias presentes no biofilme dental.

Apesar de não ter ganho uma posição de destaque nesse trabalho em específico, a Camomila também tem sido bastante utilizada em doenças bucais como gengivite e periodontite, mostrando resultados comparáveis com o uso de Clorexidine.

O própolis apesar de descrito entre as 132 espécies, também não teve um número de publicações expressivas mostrando seus benefícios na saúde bucal, porém há diversos trabalhos que mostram sua ação no tratamento da afta com redução da frequência e duração da lesão.

A área odontológica é um nicho pouco explorado nas farmácias de manipulação e o uso desses extratos podem ser incorporados em uma diversidade de formas farmacêuticas para atender diferentes patologias bucais.

.

Bibliografia consultada:

Oliveira FQ; et al. Espécies vegetais indicadas na odontologia. Rev. bras. farmacognosia, 2007.

Barbosa DN. Análise clínica do efeito de fitoterápicos na redução do biofilme dental e sangramento gengival na doença periodontal. Tese de mestrado. Universidade Estadual da Paraíba, 2011

Lotufo MA; et al. Clinical evaluation of the topical use of propolis in recurrent minor aphthous ulceration. Cienc Odontol Bras 2005

Related Posts

Os ácidos gymnemicos isolados da planta Gymnema sylvestre, nativa da Índia, exibem propriedades ...
Magistral Guide
28 de maio de 2024
O folato, a forma natural de B9, é essencial para a neurogênese, síntese de nucleotídeos e metilação ...
Magistral Guide
23 de maio de 2024
Alguns estudos sugerem que os suplementos multivitamínicos podem aumentar o risco de câncer ...
Magistral Guide
20 de maio de 2024