Seu guia de fornecedores para área magistral

Description

A doença de Parkinson é uma condição que afeta o sistema nervoso central, causando alterações no movimento, coordenação e função cognitiva. Um dos fatores chaves no desenvolvimento da doença é o acúmulo da proteína alfa-sinucleína, levando a formação de corpos de Lewy. Estudos mostram que a albumina sérica humana (HSA) pode desempenhar um importante papel inibindo o acúmulo de alfa-sinucleína.

Um estudo recente mostrou que íons de zinco ajustam a capacidade da HSA em impedir a agregação da alfa-sinucleína. Os pesquisadores conduziram o estudo usando espectrocospia de ressonância magnética nuclear (HSA) para monitorar as proteínas, em especial a alfa-sinucleína, em condições fisiológicas. Assim, foi investigado a interação da alfa-sinucleína com os íon de zinco e com HSA.

Depois de compilar os dados, foi possível verificar que o acúmulo da alfa-sinucleína ocorrem mais rapidamente com o aumento da concentração de zinco. Em contrapartida, a adição de HSA com os íons de zinco em condições fisiológicas teve o efeito oposto, diminuindo a agregação do alfa-sinucleína.

A descoberta deve abrir novos caminhos para tratamentos preventivos na doença de Parkinson.

.

Bibliografia consultada:

Al-Harthi S; et al. Zinc ions prevent α-synuclein aggregation by enhancing chaperone function of human serum albumin. International Journal of Biological Macromolecules, 2022.

Related Posts

Alguns estudos sugerem que os suplementos multivitamínicos podem aumentar o risco de câncer ...
Magistral Guide
20 de maio de 2024
O selênio é um componente essencial das selenoproteínas e enzimas antioxidantes, que têm atraído ...
Magistral Guide
17 de maio de 2024
A asma, caracterizada por sibilos recorrentes, falta de ar, aperto no peito e tosse, é um grande ...
Magistral Guide
13 de maio de 2024