Seu guia de fornecedores para área magistral

Description

A asma, caracterizada por sibilos recorrentes, falta de ar, aperto no peito e tosse, é um grande problema de saúde entre crianças e adolescentes em todo o mundo, afetando atualmente mais de 5 milhões de crianças. Em comparação com crianças de peso saudável, o risco de asma é maior em crianças com sobrepeso e obesas. O zinco, um nutriente que regula o equilíbrio oxidante-antioxidante, tem sido estudado pelos seus potenciais efeitos protetores contra a asma em adultos e crianças. Contudo, os resultados são controversos, com alguns estudos relatando um efeito benéfico e outros não mostrando nenhum efeito.

Uma Pesquisa Nacional de Exame de Saúde e Nutrição (NHANES) (2011–2020) forneceu dados sobre indivíduos com idade ≤20 anos que estavam com sobrepeso ou obesos, tinham asma e consumiam zinco em sua dieta. A associação entre zinco dietético e asma foi avaliada utilizando uma variedade de métodos estatísticos. Foram inclusos 4.597 indicíduos, sendo 20,9% portadores de asma. Os grupos foram divididos conforme ingestão de zinco, sendo: Q1 (≤5,68 mg/dia), Q2 (5,69–8,36 mg/dia), Q3 (8,37 mg/dia–11,95 mg/dia) e Q4 (≥11,96 mg/dia).

Segundo os autores, foi possível verificar que a ingestão dietética de zinco está inversamente associada à asma em crianças e adolescentes com sobrepeso ou obesidade.

.

Bibliografia consultada:

Cheng C; et al. Association between dietary zinc intake and asthma in overweight or obese children and adolescents: A cross-sectional analysis of NHANES. World Allergy Organ J. 2024

Related Posts

Os ácidos gymnemicos isolados da planta Gymnema sylvestre, nativa da Índia, exibem propriedades ...
Magistral Guide
28 de maio de 2024
O folato, a forma natural de B9, é essencial para a neurogênese, síntese de nucleotídeos e metilação ...
Magistral Guide
23 de maio de 2024
Alguns estudos sugerem que os suplementos multivitamínicos podem aumentar o risco de câncer ...
Magistral Guide
20 de maio de 2024