Seu guia de fornecedores para área magistral

Description

Os bebês geralmente sofrem com sintomas gastrointestinais e que por não haver uma explicação, são diagnosticados como portadores de distúrbio gastrointestinal funcional (DGIF). Uma em cada duas crianças desenvolve DGIF durante os primeiros 6 meses de vida, o que leva ao sofrimento dos pais e visitas constantes ao pediatra. A cólica infantil e a constipação funcional estão entre as DGIF pediátricas mais prevalentes, acometendo 35% das crianças menores de 12 meses.

A microbiota de pacientes com DGIF difere dos bebês saudáveis ​​e sugere-se que a colonização intestinal aberrante neonatal precede o desenvolvimento de alguns DGIFs, por isso, acredita-se que a suplementação com determinadas cepas de bactérias pode reorganizar a microbiota, melhorando os sintomas do bebê.

Contudo, cientistas publicaram recentemente no Frontiers in Microbiology, uma pesquisa que buscou investigar o potencial probiótico das cepas Bifidobacterium longum KABP042 e Pediococcus pentosaceus KABP041, no tratamento de DGIFs.

O estudo envolveu várias partes. Primeiro os pesquisadores fizeram uma análise em sílico para verificar se as cepas não tinham fator de virulência. Na sequência, avaliaram a toxicidade das cepas usando ratos como modelo. Depois realizaram estudos in vitro, no intuito de mostrar se as cepas resistiam ao desafio gástrico e biliar e se tinham boa adesão as células intestinais humanas. Por último, foi realizado um estudo in vivo com 36 lactentes diagnosticados com pelo menos um DGPI (cólica infantil e/ou constipação funcional) mostrando que a fórmula probiótica foi bem tolerada e a gravidade do DGPI foi significativamente reduzida após 14 dias de tratamento com as 2 cepas. 

Segundo os autores, este trabalho fornece evidências das propriedades probióticas e sinérgicas das cepas B. longum KABP042 e P. pentosaceus KABP041, e de seu potencial para tratar DGPIs pediátricos.

.

Bibliografia consultada:

Astó E; et al. Probiotic Properties of Bifidobacterium longum KABP042 and Pediococcus pentosaceus KABP041 Show Potential to Counteract Functional Gastrointestinal Disorders in an Observational Pilot Trial in Infants. Frontiers in Microbiology, 2022.

Related Posts

Estima-se que cerca de 73,8% dos atletas ingerem cafeína antes ou durante a competição (com uma ...
Magistral Guide
18 de junho de 2024
Uma meta-análise publicada na revista Molecules concluiu que a suplementação de resveratrol ajuda a ...
Magistral Guide
12 de junho de 2024
Skin picking, também chamado de transtorno da escoriação, nada mais é do que aquele comportamento ...
Magistral Guide
10 de junho de 2024