Seu guia de fornecedores para área magistral

Description

Os bebês geralmente sofrem com sintomas gastrointestinais e que por não haver uma explicação, são diagnosticados como portadores de distúrbio gastrointestinal funcional (DGIF). Uma em cada duas crianças desenvolve DGIF durante os primeiros 6 meses de vida, o que leva ao sofrimento dos pais e visitas constantes ao pediatra. A cólica infantil e a constipação funcional estão entre as DGIF pediátricas mais prevalentes, acometendo 35% das crianças menores de 12 meses.

A microbiota de pacientes com DGIF difere dos bebês saudáveis ​​e sugere-se que a colonização intestinal aberrante neonatal precede o desenvolvimento de alguns DGIFs, por isso, acredita-se que a suplementação com determinadas cepas de bactérias pode reorganizar a microbiota, melhorando os sintomas do bebê.

Contudo, cientistas publicaram recentemente no Frontiers in Microbiology, uma pesquisa que buscou investigar o potencial probiótico das cepas Bifidobacterium longum KABP042 e Pediococcus pentosaceus KABP041, no tratamento de DGIFs.

O estudo envolveu várias partes. Primeiro os pesquisadores fizeram uma análise em sílico para verificar se as cepas não tinham fator de virulência. Na sequência, avaliaram a toxicidade das cepas usando ratos como modelo. Depois realizaram estudos in vitro, no intuito de mostrar se as cepas resistiam ao desafio gástrico e biliar e se tinham boa adesão as células intestinais humanas. Por último, foi realizado um estudo in vivo com 36 lactentes diagnosticados com pelo menos um DGPI (cólica infantil e/ou constipação funcional) mostrando que a fórmula probiótica foi bem tolerada e a gravidade do DGPI foi significativamente reduzida após 14 dias de tratamento com as 2 cepas. 

Segundo os autores, este trabalho fornece evidências das propriedades probióticas e sinérgicas das cepas B. longum KABP042 e P. pentosaceus KABP041, e de seu potencial para tratar DGPIs pediátricos.

.

Bibliografia consultada:

Astó E; et al. Probiotic Properties of Bifidobacterium longum KABP042 and Pediococcus pentosaceus KABP041 Show Potential to Counteract Functional Gastrointestinal Disorders in an Observational Pilot Trial in Infants. Frontiers in Microbiology, 2022.

Related Posts

A canela contém polifenóis que podem melhorar a homeostase da glicose e reduzir as concentrações de ...
Magistral Guide
22 de fevereiro de 2024
Um estudo recente mostrou que 5 anos de suplementação de vitamina D estava associado a uma redução ...
Magistral Guide
20 de fevereiro de 2024
Os cremes vaginais estão presentes nas farmácias de manipulação e são frequentemente prescritos para ...
Magistral Guide
17 de fevereiro de 2024