Seu guia de fornecedores para área magistral

Description

Nos últimos anos, houve um grande progresso no campo da imunoterapia contra o câncer. Essa estratégia de tratamento do câncer funciona aproveitando o próprio sistema imunológico de uma pessoa para reconhecer e destruir as células cancerígenas. Porém, a imunoterapia não funciona para todos. Em alguns pacientes, os tumores diminuem ou até desaparecem, enquanto outras pessoas não respondem.

Um fator que pode ser responsável pela resposta variável à imunoterapia é o microbioma intestinal. Pesquisadores descobriram que algumas bactérias intestinais podem modificar a atividade das células imunes, enquanto outras podem alterar a eficácia ou a toxicidade de certos medicamentos.

Um novo estudo da Universidade de Pittsburgh, investigou o efeito dos probióticos na resposta dos inibidores de controle imunológico (ICI ou check point inhibitors) no tratamento de melanoma. Em um primeiro momento, os pesquisadores administraram oralmente quatro tipos de bactérias em camundongos com melanoma: Bifidobacterium longum, Lactobacillus reuteri, Lactobacillus johnsonii e Escherichia coli. Os pesquisadores descobriram que administrar B. longum, E. coli ou L. reuteri diariamente, efetivamente desacelerou o crescimento do melanoma e aumentou as taxas de sobrevivência. L. johnsonii não teve o mesmo efeito e L. reuteri foi o mais eficaz na supressão de tumores em comparação com as outras duas bactérias e o grupo controle.

Os pesquisadores então examinaram o significado clínico dos resultados do modelo de camundongo em um grupo de pacientes com melanoma avançado que tiveram uma resposta positiva ou negativa à terapia com ICI. Surpreendentemente os pacientes com melanoma que responderam ao ICI tinham níveis elevados de indol-3-aldeído (I3A), em contraste com os pacientes que não responderam.

Assim, o estudo foi capaz de elucidar que o probiótico Lactobacillus reuteri se transloca, coloniza e persiste no melanoma, onde, por meio de seu metabólito I3A (produzido a partir do triptofano da dieta), promove localmente células T CD8 produtoras de interferon γ, reforçando assim ação do ICI.

.

Bibliografia consultada:

Bender MJ; et al. Dietary tryptophan metabolite released by intratumoral Lactobacillus reuteri facilitates immune checkpoint inhibitor treatment. Cell, 2023.

Related Posts

Alguns estudos sugerem que os suplementos multivitamínicos podem aumentar o risco de câncer ...
Magistral Guide
20 de maio de 2024
O selênio é um componente essencial das selenoproteínas e enzimas antioxidantes, que têm atraído ...
Magistral Guide
17 de maio de 2024
A asma, caracterizada por sibilos recorrentes, falta de ar, aperto no peito e tosse, é um grande ...
Magistral Guide
13 de maio de 2024