Seu guia de fornecedores para área magistral

Description

A Síndrome Metabólica é um distúrbio metabólico comum causado pela crescente prevalência da obesidade. De acordo com a definição do NCEP ATP III (Programa Nacional de Educação sobre Colesterol ), a Síndrome Metabólica é diagnosticada como a presença de pelo menos 3 das 5 características a seguir: circunferência da cintura alta, pressão alta, nível elevado de açúcar no sangue, TG aumentados e HDL-c baixo.

O magnésio é um mineral vital no corpo humano, servindo como cofator essencial para centenas de reações enzimáticas, incluindo o metabolismo energético, a síntese de proteínas e ácidos nucleicos e a secreção e ação da insulina. Alguns estudos associam a hipomagnesemia ao risco elevado e prognóstico adverso em pacientes com diabetes, acidente vascular cerebral e doença arterial coronariana. Aumentar a ingestão de magnésio pode reduzir o risco de diabetes, acidente vascular cerebral e hipertensão, auxiliando também no tratamento da síndrome metabólica.

Um recente estudo teve como objetivo examinar a relação entre o escore de depleção de magnésio relacionado à reabsorção renal (MDS) e a Síndrome Metabólica entre adultos norte-americanos. Para isso foram analisados os dados de 15.565 adultos participantes da Pesquisa Nacional de Exame de Saúde e Nutrição (NHANES) de 2003 a 2018.

Tanto na análise univariada como na multivariada, uma MDS mais elevada foi significativamente associada ao aumento das probabilidades de Síndrome Metabólica. Cada aumento unitário na MDS foi associado a um risco aproximadamente 30% maior de Síndrome Metabólica, mesmo após ajuste para fatores de confusão.

Dessa forma, a maior perda urinária de magnésio pode se considerada um fator de risco linear independente para Síndrome Metabólica em adultos. Esses resultados levam a crer que a avaliação nutricional do magnésio poderia potencialmente conferir benefícios aos pacientes com Síndrome Metabólica fazendo-se necessário uma suplementação quando o paciente apresentar doses baixas do mineral.

.

Bibliografia consultada:

Wang XH; et al. Magnesium Depletion Score and Metabolic Syndrome in US Adults: Analysis of NHANES 2003 to 2018, The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, 2024.

Related Posts

Estima-se que cerca de 73,8% dos atletas ingerem cafeína antes ou durante a competição (com uma ...
Magistral Guide
18 de junho de 2024
Uma meta-análise publicada na revista Molecules concluiu que a suplementação de resveratrol ajuda a ...
Magistral Guide
12 de junho de 2024
Skin picking, também chamado de transtorno da escoriação, nada mais é do que aquele comportamento ...
Magistral Guide
10 de junho de 2024