Seu guia de fornecedores para área magistral

Description

De acordo com um estudo preliminar, apresentado na Conferência Internacional de AVC de 2024, indivíduos que sofreram acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico mostraram melhora da função cognitiva nos estágios iniciais da recuperação quando tratados com injeções intravenosas contendo uma mistura de componentes ativos do ginkgo biloba nas duas primeiras semanas após o AVC.

Neste novo estudo envolvendo 3.163 indivíduos que sofreram AVC ligeiros a moderados, os pesquisadores investigaram como a sua função cognitiva recuperou após o AVC. Os participantes tinham, em média, 63 anos de idade e 36% dos quais eram mulheres. Praticamente a metade recebeu nas primeiras 48 horas após o AVC, uma injeção intravenosa diária de 25 mg de uma mistura derivada de ginkgo biloba, conhecida como GDLM, durante duas semanas. O restante recebeu uma injeção de placebo diariamente pelo mesmo período.

Os investigadores avaliaram as suas capacidades mentais utilizando a Avaliação Cognitiva de Montreal (MoCA), um teste direto de 30 pontos frequentemente utilizado para pacientes com AVC, no início, após duas semanas e depois de três meses.

Inicialmente, antes de qualquer tratamento e logo após o AVC, a pontuação média da capacidade mental destes pacientes era moderadamente baixa, 17 em 30. Após duas semanas, aqueles que receberam injeções de extrato de ginkgo biloba apresentaram maior melhora em suas pontuações de função mental do que aqueles que receberam o placebo, com pontuações aumentando em média 3,93 pontos em comparação com 3,62 pontos.

No 90º dia, a diferença aumentou ainda mais, com o grupo do ginkgo biloba apresentando um aumento mais significativo nas pontuações da função mental, com uma melhoria média de 5,51 pontos, versus um aumento de 5,04 pontos no grupo do placebo.

Os pesquisadores mencionaram que o GDLM parece oferecer neuroproteção através de vários mecanismos. Entre eles incluem a dilatação dos vasos sanguíneos do cérebro, o aumento da capacidade das células cerebrais de suportar baixos níveis de oxigénio e o aumento do fluxo sanguíneo cerebral. Destacam também seus efeitos antioxidantes, antiiinflamatórios e antiapoptóticos (prevenindo a morte celular).

Embora a investigação sobre o ginkgo biloba possa ser promissora para os cuidados pós-AVC no futuro, a sua eficácia e segurança devem ser comprovadas através de ensaios clínicos.

.

Bibliografia consultada:

Disponível em Medical News Today. Traduzido e adaptado por Magistral Guide

Related Posts

Alguns estudos sugerem que os suplementos multivitamínicos podem aumentar o risco de câncer ...
Magistral Guide
20 de maio de 2024
O selênio é um componente essencial das selenoproteínas e enzimas antioxidantes, que têm atraído ...
Magistral Guide
17 de maio de 2024
A asma, caracterizada por sibilos recorrentes, falta de ar, aperto no peito e tosse, é um grande ...
Magistral Guide
13 de maio de 2024